Estudos e perrices na Educação

A um ano das eleições legislativas, adivinha-se que o ano lectivo que agora começou seja conturbado. Por dois motivos: primeiro, porque os sindicatos usam...

Dar vida a uma cidade

Nasci e passei toda a minha adolescência em Parada de Todeia, uma pequenina freguesia do concelho de Paredes. Por se tratar de uma terra...

Uma oposição agonizante

Por diversas vezes, neste mesmo espaço, escrevi sobre a importância das oposições. Para além de garantirem a possibilidade de alternância no poder, as oposições...

Exclusividade e questões internas

 Na semana passada, questionámos o presidente da Câmara Municipal de Penafiel sobre alguns aspectos relacionados com a polémica intenção de vender o Futebol Clube...

Fraca oposição, fraco poder

Quando um partido ou movimento cívico concorre a umas eleições autárquicas, espera-se que a sua lista seja composta por um líder que, em caso...

Boa intenção ferroviária em choque com falta de uma estratégia nacional

Esta semana, os presidentes socialistas das Câmaras de Lousada, Felgueiras, Paços de Ferreira, Paredes e Valongo entregaram um manifesto ao ministro do Planeamento e das...

Uma cultura feita do que sobra das escolhas

Há vários estudos que indicam que os portugueses consomem poucos produtos culturais. Por exemplo, em Portugal editam-se dezenas de milhares de livros por ano,...

Penafiel: uma oportunidade e um problema

 Oportunidade: Contagem decrescente para atrair investimentoMais de 350 empresários de todo o mundo estão inscritos para participar no terceiro Encontro dos Investidores da Diáspora,...

Acompanhando a Rota do Românico

Há 10 anos, o projecto Rota do Românico saía do papel e começava a tomar forma. Na altura, eram apenas 21 monumentos distribuídos por seis...

Falar e ser ouvido

 Às vezes, somos tentados a fazer comparações de estilo entre o actual Presidente da República e o anterior. Tratando-se de um cargo pessoal, influenciado...
Publicidade

Estudos e perrices na Educação

A um ano das eleições legislativas, adivinha-se que o ano lectivo que agora começou seja conturbado. Por dois motivos: primeiro, porque os sindicatos usam...

Siga-nos nas redes sociais

24,246SeguidoresGostar
2,077SeguidoresSeguir