Publicidade

No âmbito do projecto de recolha selectiva porta-a-porta, iniciado em Fevereiro, arrancou, esta semana, em Valongo, a recolha selectiva de resíduos orgânicos em habitações.

Segundo a Lipor, o projecto foi alargado a mais cerca de 800 casas, que, numa primeira fase, já tinham sido dotados de equipamentos de recolha para papel, embalagens e vidro.

No total, o município de Valongo passa a ter 1.400 habitações com recolha selectiva de orgânicos.

“Os primeiros resultados do projecto-piloto apresentaram excelentes indicadores de quantitativos recolhidos, sendo esperado o mesmo impacto com este alargamento”, diz nota de imprensa.

Este projecto procura também estimular a compostagem. Parte do valor angariado com a venda dos resíduos para reciclagem e compostagem reverterá para os Bombeiros Voluntários de Valongo e Bombeiros Voluntários de Ermesinde.