Fotografia: FC Paços de Ferreira
Publicidade

O FC Paços de Ferreira empatou, esta segunda-feira, com o Rio Ave (0-0) e adiou a decisão sobre a permanência na Primeira Liga para a última jornada frente ao Portimonense.

Se tivesse vencido o encontro, a formação da Capital do Móvel ficaria com a questão da manutenção, um dos objectivos traçados no início da época, praticamente resolvida.

O empate com a formação de Vila de Conde coloca a formação dos castores em 16.º lugar em igualdade pontual com o Feirense, ambos com 30 pontos. Atrás da formação orientada pelo treinador João Henriques estão o Vitória de Setúbal, penúltimo classificado, e o Estoril, último da tabela classificativa, ambos com 29 pontos.

Assim, na última jornada, o Paços de Ferreira desloca-se ao reduto do Portimonense em jogo decisivo para a formação do Vale do Sousa. Já o Feirense mede forças com o Estoril e o Setúbal recebe o Tondela.

Em declarações ao Verdadeiro Olhar, o presidente do FC Paços de Ferreira, Paulo Meneses, adiantou estar confiante que a formação da Capital do Móvel vai conseguir atingir os seus intentos e dar mais uma alegria aos associados que no jogo, desta segunda-feira, lotaram mais uma vez o estádio.

“A haver um vencedor no encontro com o Rio Ave, esse vencedor teria sido o Paços de Ferreira tal  foi o caudal ofensivo e as oportunidades que dispusemos, em especial na segunda parte. Estou convicto que os jogadores, a equipa técnica, estão motivados para o último jogo frente ao Portimonense e vão a Portimão dar tudo para conseguir a tão desejada permanência”, afirmou.

Publicidade

Paulo Meneses deixou, também, uma palavra de alento e incentivo aos sócios do clube pela forma como têm acompanhado a equipa nos bons e maus momentos.

“Quero expressar a minha gratidão para com os associados que têm apoiado a equipa e no jogo frente ao Portimonense vão voltar, estou certo, a ser decisivos e a dar-nos o seu apoio. Está tudo em aberto e com o apoio dos associados vamos conseguir atingir os nossos objectivos”, avançou.