Publicidade

O Grupo de Manobras dos Bombeiros Voluntários de Paço de Sousa assinalou 20 anos de existência, numa iniciativa que contou com a presença do presidente da Câmara de Penafiel, Antonino de Sousa, do vereador da Protecção Civil, Rodrigo Lopes e do Comandante Operacional Municipal (COM) da Protecção Civil em Penafiel, Paulo Bessa, entre outras entidades.

Contactado, o presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Paço de Sousa, Felismino Madeira, destacou que este grupo, constituído por duas equipas, num total de 40 homens, embora sendo autónomo, tendo regras e receitas próprias, representa uma mais-valia para a instituição.

“Estamos a falar de uma unidade referência dentro da própria instituição, única no concelho e uma das poucas que existe na região, que tem contribuído para potenciar o nome da associação, sendo um grupo reconhecido pelos mais variados actores e agentes ligados à protecção civil”, expressou.

Foto: Bombeiros Voluntários de Paço de Sousa

A este propósito, o responsável pelos Bombeiros de Paço de Sousa elogiou o desempenho e e a prestação que o grupo tem tido quer nas provas nacionais e internacionais, lembrando que foi este grupo que venceu, no ano transacto, o Campeonatos Nacional de Manobra, que decorreu em Penafiel. De realçar que os soldados da paz de Paço de Sousa já venceram, por várias vezes, esse campeonato. Em 2017, a equipa B foi representar, pela segunda vez, Portugal no Campeonato Internacional de Manobras.

O presidente da Câmara de Penafiel atribuiu ao Grupo de Manobras com a oferta do brasão da cidade.

No final foram entregues medalhas numa referência aos 20 anos do Grupo de Manobras.

Foto: Bombeiros de Paço de Sousa