Fotografia: CPN Basquetebol
Publicidade

O Juventude Pacense Basquetebol e CPN Basket são as únicas equipas da região a marcar presença na fase final distrital de basquetebol feminino, prova organizada pela Associação de Basquetebol do Porto, que vai decorrer no Pavilhão Rota dos Móveis, em Lordelo, Paredes, e conta com a colaboração da autarquia.

Ao Verdadeiro Olhar, Francisco Costa, treinador da equipa de Sub-19 do CPN Basket afirmou que a equipa, depois de ter conseguido o apuramento para a fase final distrital, e com isso, um lugar no Campeonato Nacional, irá dar tudo para conseguir atingir o primeiro lugar nesta prova.

“O nosso objectivo é estarmos ao nosso melhor nível nos três dias da fase final e se isso for o suficiente para conseguirmos o primeiro lugar melhor”, disse, salientando que as equipas favoritas  a vencer a fase final são as três equipas que chegam da Serie A – CPN, CLIP e Aroso.

“Os resultados anteriores foram todos muito similares, pelo que é previsível assistirmos a uma fase final onde o equilíbrio será a nota dominante”, afirmou.

Falando do jogo frente ao Juventude Pacense Basquetebol, o primeiro de três que a formação de Ermesinde vai realizar, Francisco Costa, destacou que é crucial entrar com o pé direito. “Claramente que o primeiro jogo é importante.  O primeiro dia de fase final define o calendário para os dois dias seguintes, pelo que sem dúvida que é importante começarmos da melhor maneira”, avançou, reconhecendo que a sua equipa vai medir forças com um adversário difícil e que para chegar à fase final eliminou duas equipas da série A.

“Esperamos as dificuldades normais de uma fase final, sendo que apesar da Juventude Pacense vir da Serie B, para apurar para a Fase Final eliminou duas equipas da Serie A – 3.º e 5.º classificado respectivamente – sendo por isso claro que é um adversário que devemos ter em conta, que conta com um grupo curto, mas muito interessantes, intensas no 1×1 ofensivo”, assegurou.

Além do CPN Basket e da formação do Juventude Pacense Basquetebol integram a fase final distrital de sub-19 feminina  o CLIP Colégio Internacional do Porto e a formação da União Académica António Aroso “A”.

Fotografia: Juventude Pacense Basquetebol

“Vencer todos os jogos”

Já o presidente do CDC Juventude Pacense, Pinto de Almeida, assumiu que o basquetebol não tendo a tradição nem a visibilidade que tem o hóquei em patins, é uma das secções que mais atletas tem mobilizado e quer vencer todos os jogos nesta fase final.

“Sabemos do valor das  equipas adversários, mas o Juventude Pacense Basquetebol está  motivada, vai competir com formações com outras competências, mas quer dar o melhor com o objectivo de vencer todos os jogos e chegar à final”, acrescentou, referindo que a secção de basquetebol do Juventude Pacense tem vindo a preconizar todo um trabalho no sentido de alavancar a modalidade e competir com os melhores do seu escalão.

Eduardo Almeida, do Juventude Pacense Basquetebol realçou que o clube chega à fase final com todo o mérito.

“Os objectivos do Juventude Pacense Basquetebol, neste escalão e grupo feminino, aparece nesta fase final, como  o resultado mais que merecido, da melhor geração de atletas, e que já vêm acumulando outros resultados, que o JP, teve e tem na sua curta história. Esta equipa, apesar de primeiro ano de escalão e adicionalmente ter 3 atletas ainda S16, é composta por 3 atletas habituais da selecção Distrital e que têm estado e vencido nas épocas anteriores as competições que atingiram. 2 Divisão Distrital S16 (2015-16) e S19 (2016-17) e Inter-associações (2016-17)”, assegurou.

Quanto ao primeiro adversário, o CPN, Eduardo Almeida reconheceu que a formação de Ermesinde é um adversário forte e um dos candidatos à vitória final.

“Até porque reúne sempre as melhores atletas do país nas suas equipas, no ano passado foi campeão nacional. São favoritos, neste jogo, mas no passado fim de semana, também os nossos adversários eram favoritos, e nós conseguimos superar-nos”, anuiu, afiançando que por contingências do grupo, ausências e outros jogos de outros escalões, também decisivos, a Juventude Pacense Basquetebol poderá não estar já na sua máxima força.

“Iremos tentar melhor classificação jogo a jogo”, confessou.