Publicidade

O site Escritartes e a editora Mosaico de Palavras vão apresentar, no dia 14 de Outubro, nas instalação do Clube Fenianos Portuense, a X colectânea de poemas e prosa. O evento pretende, também, celebrar o aniversário do site.

Segundo Goreti Dias, uma das responsáveis pela colectânea, a décima edição da “Arte pela Escrita” inclui trabalhos de 115 autores, seleccionados entre mais de 300 candidaturas.

Esta edição tem, também, a colaboração da associação de Valongo, Cuca Macuca, associação de desenvolvimento integrado que tem como fim a realização de actividades de índole cultural, recreativo, desportivo.

O site Escritartes tem como objectivos facultar e promover a publicação na internet de textos literários de diferentes autores.

Ao Verdadeiro Olhar, Goreti Dias, revelou que Arte pela Escrita é uma colectânea nascida há 10 anos, resultado de uma parceria entre o site EscritArtes.com e a Editora Mosaico de Palavras. O site conta com a colaboração de poetas e prosadores e figuras ligadas às artes.

“É uma partilha enriquecida pelas apreciações que cada um pode fazer ao trabalho dos outros. A cada aniversário do site, organizamos um convívio em que lançamos um livro que costumamos designar como bolo de aniversário e em que a participação de cada um é uma fatia. Assim nasce a cada ano Arte pela Escrita”, disse.

Desta vez, haverá música com Manuel Bastos, Augusto Monteiro e Dalila Teixeira e o poeta homenageado será Manuel Alegre. Os seus poemas serão declamados por Dionísio Dinis e Alice Santos. A apresentação da obra “Arte pela Escrita X” estará a cargo de Goreti Dias, Vítor da Rocha e Dionísio Dinis.

 

O site é responsável pela publicidade, recolha de textos, selecção, revisão da obra e organização da festa. “Falta alguém interessado em patrocinar a impressão dos livros. Infelizmente, tal não tem sido possível o que faz com que não possam ser oferecidos, mas vendidos. Mesmo assim, se compararmos com outras publicações do género, esta continua mais vantajosa pois não obriga os autores a pagarem para publicar as suas cinco páginas nem obriga a que comprem qualquer exemplar”, salientando que o apoio das autarquias, neste caso, tem sido “zero pois, nascidos na internet, não somos de “terra” alguma!”.

O livro está à venda em livrarias e online, no site da editora.