Foto: DR

A GNR e a Câmara de Lousada uniram-se para tentar acabar com a zona de prostituição existente na zona de Lustosa.

Nos últimos dois meses, a GNR aproveitou a legislação existente para combater a pandemia Covid-19 e emitiu 60 multas – de 200 ou mais euros – por violação do dever geral de recolhimento e de circulação entre concelhos a prostitutas e clientes, diz o JN, referindo que o local continua a ser fiscalizado diariamente.

Foto: DR

Já a autarquia associou-se e destruiu as barracas construídas na zona de mato, à face da estrada, onde eram praticados actos sexuais.

O vereador Nélson Oliveira explicou àquele jornal que além de destruírem os espaços com retroescavadoras também fizeram valas no caminho, com a ajuda dos Bombeiros, para impedir o acesso de veículos ligeiros à mata. A Câmara está a dar apoio a algumas das mulheres que ali se prostituíam.

1 Comentário

  1. Questiono o Sr. Vereador se teve em consideração os proprietários das “matas” e o seu direito de acesso às propriedades? Como poderão realizar a limpeza obrigatória das suas propriedades? Questiono também se está garantida a segurança e socorro das pessoas que frequentem as matas e áreas florestais por legítimo interesse? Em caso de incêndio, os meios de combate conseguirão entrar caminhos PÚBLICOS florestais e estarão aptos para fuga da população?

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here