Alexandre Almeida, actual presidente da Câmara de Paredes, vai recandidatar-se a mais um mandato à frente dos destinos da autarquia, confirmou ao Verdadeiro Olhar.

O nome já tinha sido aprovado “por unanimidade e aclamação” pela comissão política concelhia do PS Paredes. Aguarda a ratificação da comissão política distrital do PS Porto onde, diz fonte, será “seguramente ratificado”.

Recorde-se que, há quatro anos, o PS conquistou a Câmara de Paredes destronando o PSD. A recandidatura de Alexandre Almeida já era esperada.

Em declarações ao Verdadeiro Olhar, o edil afirma que aceitou o desafio de ser recandidato a um segundo mandato porque quer continuar “a missão de mudar Paredes”.

“Sentimos que já mostramos aos paredenses a vontade, o empenho e a responsabilidade com que assumimos as funções que nos foram confiadas em 2017, mas temos muitos projectos ainda para realizar que não foi possível concluir em tão pouco tempo de mandato. E temos muitos mais para iniciar”, adianta Alexandre Almeida.

Questionado sobre as prioridades para o próximo mandato, caso seja reeleito, o candidato do PS sustenta que é preciso “concluir o processo do resgate do Serviço de Água e Saneamento e avançar com os grandes investimentos a fazer nesta área por todo o concelho”. A par disso, conta fazer “uma forte aposta na habitação social e na expansão das zonas industriais”, assim como concluir as obras lançadas ou em curso, como a do auditório municipal.

Sobre este primeiro mandato à frente da Câmara de Paredes, Alexandre Almeida frisa que se provou “que é possível fazer obra e ao mesmo tempo reduzir o enorme passivo” herdado. “Fazemos milagres? Não. Mas fomos capazes de desbloquear o acesso a fundos comunitários por parte da Câmara de Paredes e de usar todos os fundos comunitários que nos era possível.

Este mandato vai ficar marcado por importantes investimentos na cidade sede do concelho, como o caso da piscina ao ar livre, o Pavilhão das Laranjeiras e também a realização de obras por todas as freguesias. Para além disso, pela primeira vez acreditamos na capacidade dos nossos presidentes de junta e fizemos delegação de competências nas freguesias, colocando mais de três milhões de euros nas mãos das Juntas de Freguesia para fazerem limpeza de ruas e obras de pavimentação, alargamentos, águas pluviais, etc”, salienta.

1 Comentário

  1. Que não ganhe para não andar a dar “forjas” aos.meninos ciganos. – Ups quis dizer minorias.

    Pois é sr. Almeida, 600 mil e não sei quantos mais mulheres de euros do contribuinte para fazer casinhas para esses…enfim nem comento.

    o PS em vez de fazer para os nossos não, quem conta é sempre o de fora a.k.a minoria.

    Que não tarda em vez de.minoria vão ser.maioria com ajudas destas eles vem.todos para cá, e multiplicam-se mais rápido a ratos.

    Cuidado Sr. Almeida, não sabe o que o.povo vai fazer na revolta….cuidado, não vai ganhar quando as pessoas souberem a verdade.

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here