Cuidamos mesmo dos nossos rios e ribeiras!?

Eis a questão.

Será que todos nós cuidamos, como deve ser, das nossas linhas de água? Essas linhas que nos trazem esse bem tão precioso e que corre perigo de se esgotar?

Nem todos somos biólogos ou engenheiros do ambiente para saber detalhes técnicos do que devemos ou não fazer, mas a verdade é que pequenas coisas que podemos fazer para evitar males maiores no futuro.

Se não somos proprietários de terrenos junto a linhas de água e somos apenas aqueles que usufruem e apreciam a beleza dos rios, porque gostamos de passear pelas suas margens, então não devemos deitar lixo para o rio e devemos chamar a atenção ou denunciar quem o faz. Denunciar é algo que não está muito vincado na nossa cultura latina, ao contrário de outros países, mas devíamos estar cada vez mais atentos e denunciar às autoridades competentes os comportamentos e gestos de quem polui ou destrói as linhas de água e outros espaços de uso público. O que é público é de todos nós. Cabe-nos uma parte de responsabilidade na sua preservação. Não podemos simplesmente olhar para o lado e fazer de conta que não vimos nada, que não é nada connosco. É connosco sim: é comigo, é contigo, é com todos nós. Tenho a certeza que se fossemos todos um pouco mais “fiscais”, mais atentos e assertivos, não teríamos tanta gente a prevaricar em matérias de ambiente e outras.

Se somos proprietários de terrenos junto a linhas de água, temos então outras responsabilidades, desde logo na limpeza das margens.

A CM Penafiel, através da sua Divisão do Ambiente, preparou recentemente uma brochura simples, mas com informação útil e importante para estes casos. As brochuras foram enviadas às Juntas de Freguesia e associações do concelho para poderem ajudar a partilhar a informação.

Conservar e reabilitar as zonas ribeirinhas é importante para garantir o bom estado ecológico e bom escoamento de água e sedimentos, para evitar situações de risco em caso de cheias.

Os proprietários devem apenas limpar árvores e arbustos não infestantes, assim como vegetação herbácea dos taludes, raízes e troncos de arbustos caídos. Devem remover lixo e entulho à superfície da água e infestantes à superfície da água, como erva- pinheirinha, jacintos-de-água, outros. Poderão obter mais informação no nosso site da CMP.

Importa ainda sublinhar que  as operações de limpeza/manutenção estão sujeitas a licença da ARH-Norte.

A nossa Divisão do Ambiente está disponível para ajudar e esclarecer. Colaborem connosco para linhas de água mais saudáveis e as futuras gerações vão agradecer-nos!

Deixe o seu comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here