A Câmara de Valongo está a substituir todas as coberturas de fibrocimento existentes nas escolas da sua responsabilidade, avança nota de imprensa.

Segundo a autarquia, o investimento é superior a 815 mil euros e ficará concluído até ao final de 2018.

“As obras nas escolas do Susão (freguesia de Valongo); Balselhas e Retorta (freguesia de Campo); Lombelho, Codiceira e Cabeda (freguesia de Alfena) estão na fase final e, em breve, terá início a empreitada da Escola do Calvário (freguesia de Valongo), que será realizada em duas fases”, refere a mesma fonte.

“Nenhuma escola pública da pré e do primeiro ciclo no concelho de Valongo terá fibrocimento”, garante o presidente da Câmara de Valongo, citado em nota de imprensa.

“Estamos a melhorar todas as escolas públicas da nossa responsabilidade, para que tenham boas condições de dignidade para toda a comunidade educativa do ensino pré-escolar e do 1.º ciclo do Ensino Básico”, refere o autarca que visitou as obras em seis escolas do concelho.

Além da substituição das coberturas de fibrocimento (obras prioritárias), ao longo do ano lectivo 2018/19, o município de Valongo vai prosseguir a aposta na requalificação do Parque Escolar, na contratação de pessoal não docente, na instalação de Salas de Aula do Futuro/Laboratórios de Aprendizagem e construção de Parques Infantis em cada uma das escolas da pré e do primeiro ciclo do ensino básico em todo o concelho de Valongo, num investimento global de quase três milhões de euros, lembra a autarquia.

1 Comentário

  1. E tapar os buracos, crateras e piso corroído dentro dos muros da Escola Preparatória de Valongo?…
    Os pobres trabalhadores daquela Escola (desde professores a pessoal comum) passam diariamente um calvário por causa do estado terceiro-mundista daquele piso!
    Ainda por cima, sua excelência o Sr. Presidente da Câmara e seus pares não foram capazes de libertar a Rua de Portugal dos grilhões do contrato que anteriormente alguém que odiava Valongo fez com a concessionária dos malditos e ilegais parquímetros!
    Aquela artéria fica ali pertinho da Escola, assim como a avenida que passa ao lado (a caminho do Tribunal). Mas todo o espaço foi doado ilegalmente ao dono dos parquímetros!
    Ilegalmente, sim! Podem mostrar-me uma rima de contratos assinados! Há concessões que, por ferirem de morte a liberdade dos cidadãos, têm de ser ANULADAS!