Foto: DR
Publicidade

A Escola Básica e Secundária de Ermesinde conquistou o primeiro prémio Switch UP, um projecto educativo da GALP que desafiou jovens a desenvolver actividades com o objectivo de incentivar a mudança de comportamentos para um consumo mais eficiente de energia, nas escolas e em casa.

Os alunos de Ermesinde apresentaram como candidato o Clube Robotese. Segundo nota de imprensa, trata-se da construção e instalação de um protótipo funcional que corta a corrente eléctrica nas salas de informática, fora das horas de funcionamento e interrupções lectivas, de forma autónoma, evitando, desta forma, desperdícios de energia. “No futuro pretendem ainda desenvolver  uma aplicação para telemóvel que permite o controlo remoto do protótipo para cortar a corrente eléctrica, evitando, assim, a necessidade de manusear o dispositivo presencialmente. Para esse efeito, equiparam já o dispositivo com capacidades Bluetooth. Com esta aplicação, é possível definir a hora em que a corrente é ligada e desligada, e reverter o equipamento para modo automático no final da utilização”, refere a mesma fonte.

Este dispositivo não requer manutenção adicional, salvo a natural substituição de componentes degradados. A única intervenção no equipamento após a sua implementação será a actualização do calendário escolar interno (no caso das escolas), responsável por regular os períodos de actividade, que se altera anualmente e que pode ser colocado facilmente no cartão SD implementado no sistema.

Ainda segundo os criadores deste sistema, o dispositivo é de muito fácil implementação e replicabilidade, tanto a nível de conhecimento técnico, custos e materiais necessários. O dispositivo apresenta ainda a possibilidade a ser adaptado a diversas instituições, não só educativas, e de dimensões variadas.

Segundo a GALP, o projecto Switch UP foi implantado pela primeira vez este ano lectivo nas escolas secundárias, incluindo profissionais, e contou com a adesão de 102 escolas, chegando a cerca de seis mil alunos.

“Financiado pela ERSE – Entidade Reguladora dos Serviços Energético e destinado a alunos com mais de 15 anos, este projecto promove o espírito empreendedor, a discussão de ideias, a comunicação e a criatividade, desafiando os alunos a constituírem clubes e a desenvolverem projectos de eficiência energética”, termina comunicado.