Publicidade

O PSD Lousada acusou o poder local e nacional de não estar a prestar a devida atenção à empresa AJP Motos, fabricante português de motas para enduro e todo-terreno, sediada em Pias, concelho de Lousada, críticas feitas no decorrer de uma visita efectuada à empresa.

Segundo comunicado enviado ao Verdadeiro Olhar, o PSD Lousada, em parceria com os Trabalhadores Social-Democratas, refere que têm desenvolvido um conjunto de iniciativas com o objectivo de conhecer melhor o tecido empresarial local, as condições laborais e a capacidade do concelho em gerar emprego.

Falando da visita à APJ que decorreu, esta terça-feira, o deputado à Assembleia da República do PSD e presidente da Comissão Política Concelhia do PSD Lousada, Simão Ribeiro, acompanhado do vereador Leonel Vieira, e outras figuras do partido, recordou que esta é uma empresa-referência no sector, única no país e que deve ser apoiada.

“Aos social-democratas que visitaram esta unidade fabril, o proprietário deu conta das dificuldades, especialmente aquelas relacionadas com a formação de técnicos, assegurada em grande parte pela própria empresa”, lê-se no comunicado, que remete, também, para o facto da AJP ser uma empresa ímpar em Portugal, única detentora de uma marca nacional na área, estando sem receber apoio quer do poder político local quer do Governo.

“É incompreensível que não receba apoio para se projectar ainda mais internacionalmente, o que contribuiria para o desenvolvimento do concelho, através da criação de mais postos de trabalho. “O que tem feito a Câmara e o governo PS para promover a marca?” questionou o deputado que advertiu para o facto da unidade de per si estar a potenciar projectos inovadores, com mão-de-obra qualificada, desenvolvidos sem quaisquer apoios financeiros.

“A captação de investimento é um papel que deve ser desempenhado pela autarquia, que tem o dever de captar investidores”

“A captação de investimento é um papel que deve ser desempenhado pela autarquia, que tem o dever de captar investidores dispostos a apostar em projectos pioneiros, inovadores. Porque é também disso que a AJP precisa para ir mais longe, pois tem potencial para tal”, expressou.

O deputado manifestou, ainda, que que tudo fará que a empresa possa ter resposta a alguns dos seus problemas.

“De que está à espera o poder local para fazer eco desta empresa, que é única no país, junto do governo da República?”, referiu o deputado na nota que nos foi enviada.

Refira-se que a AJP Motos é uma empresa com três décadas de existência, sediada em Lousada desde 2004, que fabrica motos para enduro e todo-terreno, que podem ser igualmente utilizadas no quotidiano. Elogiada pela imprensa especializada, a AJP tem conquistado novos mercados, incluindo o Japão e o Brasil.

“Reiteramos o desconhecimento do PSD Lousada face a todas as iniciativas que a autarquia tem promovido nos últimos anos junto das empresas locais e nomeadamente a empresa citada”

Contactado pelo Verdadeiro Olhar, o executivo municipal mostrou-se indignado com as declarações do PSD Lousada e manifestou lamentar o “crónico desconhecimento da realidade lousadense por parte dos responsáveis locais da estrutura social-democrata, em particular do seu presidente”. Na nota enviada pela autarquia ao nosso jornal, o executivo, em tom jocoso, lamenta que Simão Ribeiro “apenas em 2018 descobriu as potencialidades e o aspecto pioneiro desta empresa, apesar de ignorar a acção que a autarquia exerceu na promoção empresarial da mesma”.

“Quando a Câmara Municipal e o Governo são acusados pelo PSD Lousada de não prestarem a esta empresa mais ‘apoio para se projectar internacionalmente, o que contribuiria para o desenvolvimento do concelho’, reiteramos o desconhecimento do PSD Lousada face a todas as iniciativas que a autarquia tem promovido nos últimos anos junto das empresas locais e nomeadamente a empresa citada”, lê-se na nota enviada.

Falando das várias démarches assumidas neste processo, a câmara municipal esclareceu que,  a 24 de Maio de 2017, o presidente da câmara municipal, Pedro Machado, participou numa visita conjunta com o, então, Secretário de Estado da Indústria às instalações da AJP Motos, visita durante a qual o governante expressou “ser um orgulho para Portugal ter esta empresa” e que a AJP “é a única empresa portuguesa que fabrica veículos de marca própria”. “Os seus veículos são reconhecidos pela qualidade e design no mundo todo. É um bom exemplo do melhor que existe na nossa indústria”, terá dito o governante.

Referindo, ainda, a visita do Secretario de Estado da Indústria, o executivo municipal avançou que, na mesma altura, o empresário da AJP, António Pinto, que a visita do  secretário de Estado e do presidente de Câmara era “orgulho e um reconhecimento”.

À data, também, Pedro Machado mostrou, estar disponível para apoiar, com os incentivos municipais existentes, o processo de expansão da empresa.

Na nota enviada ao nosso jornal, o executivo de Pedro Machado recordou, também, que além desta visita governamental, a AJP Motos tem sido ao longo dos últimos anos um parceiro de referência na inovação, o que tem levado a autarquia  a potenciar a empresa e a marca em diversas acções promocionais quer a nível local que nacional, contando sempre com a total colaboração da empresa para as iniciativas municipais, nomeadamente a nível educativo, formativo e empresarial.

A autarquia ressalvou, ainda, que, no dia 9 de Maio, Dia da Europa, o Conselho Jovem Estudante acompanhado pela vereadora da Juventude e Actividades Económicas, Cristina Moreira, visitou a empresa.

Neste processo, a câmara esclareceu, ainda, que em Julho de 2017, no âmbito do Concurso Tâmega e Sousa Empreendedor, uma iniciativa levado a cabo pela Comunidade Intermunicipal do Tâmega e Sousa e co-financiada pelo Norte 2020, Portugal 2020 e União Europeia, que contou com a presença do Ministro da Economia, Caldeira Cabral, a AJP Motos foi apresentada com um exemplo de sucesso e empreendedorismo a todos os empresários da região, autarquias e demais entidades governamentais.

“Lamentamos ainda a tentativa de se passar para a opinião pública uma alegada crítica da AJP Motos à Câmara Municipal de Lousada quando sabemos que esta não foi feita”

Na nota enviada ao nosso jornal, a câmara lamenta a posição do PSD e adverte que o executivo tem sido parte activa e cooperante e promoção das empresas.

“Lamentamos ainda a tentativa de se passar para a opinião pública uma alegada crítica da AJP Motos à Câmara Municipal de Lousada quando sabemos que esta não foi feita, nem nunca nos foi reportada qualquer dificuldade ou incómodo, bem pelo contrário!”, refere o comunicado que em tom irónico saúda o PSD local por “finalmente ter descoberto a AJP Motos”. O documento alude, também, às recentes declarações de um empresário do sector do alumínio que numa entrevista recente a um órgão de comunicação social e quando confrontado com o avultado investimento empresarial que fez no nosso concelho admitiu que decidiu instalar a sua fábrica em Lousada “dadas as excelentes condições oferecidas pelo município, nomeadamente a nível fiscal”.

Publicidade