Publicidade

 

Apesar da chuva e do frio que têm marcado presença assídua por estes lados, Penafiel continua a brindar-nos com iniciativas fantásticas e que põe a nossa terra no mapa pelas melhores razões!

Terminou o festival e a rota da lampreia, mas seguiram-se logo, no passado dia 29 de Março, as tradicionais Endoenças, em Entre-os-Rios.

Classificadas como património cultural imaterial, são o motivo de atração de tantos (não) crentes ao pequeno burgo de Entre-os-Rios. Este ano foi diferente. Havia menos luminosidade, devido ao mau tempo e à forte chuva que teimava em apagar as tigelinhas. Apesar disso, a fé estava mais firme do que nunca e os fiéis marcaram a sua habitual presença.

Seguiu-se o Dia Nacional do Motociclista, pela segunda vez em Penafiel.

Merecíamos já um bocadinho de sol, depois de tanto esforço e dedicação. Mas S. Pedro não está para aí virado e ofereceu-nos chuva e mais chuva…nada a que não estejamos já habituados nos últimos tempos.

Foi pena, claro. Foram milhares e milhares de motociclistas que rumaram até à nossa cidade e melhor seria a sua experiência se o tempo permitisse outras actividades e outros passeios.

Esperamos, mesmo assim, ter deixado a curiosidade para cá voltarem. Fizemos o que podíamos para receber bem quem nos visitou! Foi uma grande honra acolher na nossa terra, e pela segunda vez, como raramente acontece, este encontro nacional.

E arranca já no próximo sábado a 3.ª edição do Festival de Teatro Sentir Penafiel. Não faltarão boas comédias durante todo o festival, que encerra a 1 de Dezembro com o actor Penafidelense Martinho Silva. Depois de ser distinguido na sessão solene do aniversário da nossa cidade, tendo recebido a Medalha de Ouro, será também homenageado no âmbito do teatro amador, onde iniciou a sua carreira. Desafio os nossos leitores a acompanharem as peças desta edição e a fechar com chave de ouro no nosso Museu Municipal, a 1 de Dezembro.