Publicidade

Apesar das condições atmosféricas adversas que se fizeram sentir este domingo, milhares de motards encheram o Campo da Feira, em Penafiel, no encerramento do XXIII Dia Nacional do Motociclista, uma iniciativa da Federação de Motociclismo de Portugal que contou com a colaboração do Moto Clube do Vale do Sousa e da Câmara de Penafiel.

O presidente do Moto Clube do Vale do Sousa, Fernando Gomes, em jeito de balanço, manifestou estar agradado com os milhares que acorreram ao Campo da Feira e participaram na eucaristia presidida pelo Administrador Diocesano do Porto.

Fernando Gomes enalteceu, também, o espírito cordato com que os motociclistas participaram nos vários espectáculos que foram decorrendo no fim-de-semana, sem que se tivessem registado quaisquer incidentes.

“Estou obviamente satisfeito, o domingo, tal como prevíamos e apesar da chuva que caiu durante toda a tarde, não desmobilizou os milhares de motards que se deslocaram a Penafiel, fizeram a procissão desde o Sameiro até ao Campo da Feira, acompanhados por muitos  penafidelenses que se concentram ao longo da Avenida Sacadura Cabral para ver passar o cortejo religioso. Quero realçar o trabalho de todos os agentes e actores que contribuíram para proporcionar as melhores condições a quem se deslocou a Penafiel nestes três dias”, disse, realçando o trabalho das forças e segurança, da autarquia e de de todos os agentes envolvidos no evento e que contribuíram para o seu sucesso.

O presidente da Câmara de Penafiel, Antonino de Sousa, mostrou-se igualmente satisfeito pela adesão em massa dos motards e pelo facto de Penafiel fazer parte do grupo restrito de cidades que, nos últimos anos, têm recebido o Dia Nacional do Motociclista.

“Esta foi a segunda vez que a cidade acolheu este evento ímpar e isso evidentemente que me deixa satisfeito, sendo um voto de confiança da Federação de Motocilismo de Portugal”, expressou, avançando que este este evento contribuiu, uma vez mais, para potenciar a economia do município, com a restauração e os hotéis da cidade a arredores a serem os mais beneficiados.

“Este evento permitiu, também, dar a conhecer o município, promovê-lo a nível nacional, pois todos sabemos que os motociclistas são pessoas que gostam de viajar, percorrer o país, sendo um tipo de visitante que nos interessa. Foi uma iniciativa de grande sucesso, quero expressar os meus parabéns ao Moto Clube do Vale do Sousa e à Federação de Motociclismo de Portugal”, atestou.

O autarca expressou, ainda, o desejo do município continuar a promover este e outro tipo de eventos associados ao motociclismo nacional.

“Estamos a adquirir uma nova experiência e a melhorar a nossa capacidade de organização, pelo que é natural que haja mais organizações interessadas em promover eventos em Penafiel. São mais-valias que se vão somando e competências que se vão adquirindo e que fazem com que o município esteja sob o foco destas organizações para a realização deste e de outros eventos”, acrescentou, frisando que é expectável que Penafiel venha a acolher, num futuro próximo, outras provas e competições ligadas ao motociclismo.

“Já abordamos essa possibilidade com o presidente da Federação de Motociclismo de Portugal e não tenho dúvidas  que iremos continuar a receber outros eventos neste domínio”, asseverou.

“É muito provável que voltemos a Penafiel”

O presidente da Federação de Motociclismo de Portugal, Manuel Marinheiro,  congratulou o Moto Clube de Penafiel pelos seus 30 anos de existência e a forma como ajudou a organizar o Dia Nacional do Motociclista.

“Foi efectivamente um momento ímpar. O Dia Nacional do Motociclista já tinha sido realizado em Penafiel em 2016, na altura, tal como agora, as condições climatéricas não foram as melhores, mas quisemos dar um voto de confiança ao Moto Clube do Vale do Sousa pelo trabalho que desenvolveu em 2016 e que voltou a desenvolver este fim-de-semana”, anuiu, reconhecendo que Penafiel é um destino amigo do motociclista.

Questionado sobre a eventualidade de Penafiel vir a receber, nos tempos mais próximos, outras competições ligadas aos desporto de duas rodas, Manuel Marinheiro esclareceu que o trabalho desenvolvido até ao momento, com  a Câmara de Penafiel e o Moto Clube do Vale do Sousa, deixam antever que isso venha a acontecer.

“Em termos de modalidades desportivas, a Federação de Motociclismo de Portugal organiza nove modalidades, nove campeonatos nacionais, mais de 30 concentrações pelo que é muito provável que voltemos a Penafiel”, confessou.

“Acho que a cidade é já referência a nível nacional para muitos motards”

Os muitos motards que se deslocaram ao Campo da Feira de Penafiel manifestavam a sua satisfação pela forma como decorreu o evento e deram os parabéns à organização pelos espectáculos e pelo clima de festa com que viveram o Dia  Nacional do Motociclista.

Calos Pinho, de um grupo motard de Espinho, realçou, sobretudo, o clima de festa, o ambiente a a qualidade do programa. “Foi a primeira vez que vim a Penafiel ao Dia Nacional do Motociclista, foi tudo fabuloso desde os espectáculos, ao convívio”, disse.

Domingos Santos, do mesmo grupo de motards de Espinho, realçou o clima de festa e elogiou a organização. “Já estive em muitas concentrações e até eventos como o Dia Nacional noutras localidades, mas Penafiel está de parabéns pela forma como nos acolheu”, sustentou.

Alcides Cardoso, de Moimenta da Beira, confessou ter ficado impressioando pela recepção. “Há vários anos que vou a muitas concentrações e participo no Dia Nacional do Motociclista, mas fiquei deverás impressionado pela forma como Penafiel nos acolheu. Acho que a cidade é já referência a nível nacional para muitos motards”, confirmou.

Lucília Cardoso, de Moimenta da Beira, confessou ser uma apaixonada por motos. “Gosto de motos, acompanho o meu marido e há vários anos de participamos no Dia Nacional do Motociclista pelo que saio de Penafiel bastante agradada”, sublinhou.