Publicidade

O Partido Socialista de Paredes foi às urnas, este fim-de-semana, e elegeu José Carlos Barbosa como novo presidente da comissão política. Eleito em lista única, o socialista sucede a José Baptista Pereira, actual presidente da Assembleia Municipal de Paredes.

“Esta eleição foi a prova que é possível criar uma equipa que representa as várias sensibilidades do partido”, refere o novo dirigente citado em comunicado. Já antes da eleição José Carlos Barbosa defendia que “só na pluralidade de opiniões se consegue criar soluções politicas que promovam o desenvolvimento do concelho de forma homogénea em todas as suas freguesias”.

O novo presidente do PS Paredes adianta que a sua principal prioridade será “a defesa política do actual presidente da câmara e da sua equipa” e promete começar já a planificar a estratégia para projecto autárquico para 2021, não esquecendo as eleições legislativas e europeias de 2019. “O PS tem obrigação de dar alternativas credíveis nas freguesias aonde ainda não é poder”, acredita. Outro objectivo é aumentar o número de militantes e conseguir um reforço da participação activa dos militantes e simpatizantes.

Defendendo que a campanha eleitoral de 2017 foi o momento de afirmação interna e externa do partido, José Carlos Barbosa salienta que “os três primeiros meses de governação socialista à frente dos destinos do município são bastante positivos”. “O presidente Alexandre Almeida tem vindo a devolver aos paredenses o orgulho de ser de Paredes, prova disso foi o programa de Natal designado Espalhar a Magia Pela Cidade de Paredes, que custou cerca de três vezes menos que o programa anterior, e criou uma dinâmica nunca vista no nosso concelho”, dá como exemplo.

Além disso, o novo presidente da comissão política do PS Paredes promete, “em conjunto com as outras estruturas políticas do PS no distrito do Porto, reclamar políticas que se destinem a promover a descentralização politica e administrativa”.