Foto: Facebook GEPE
Publicidade

O Rotary Clube de Penafiel vai apresentar, no próximo dia 25, pelas 10h30, na sua sede, na Rua Alfredo Pereira, o projecto GEPE (Grupos de Entreajuda para a Procura de Emprego), grupos informais de pessoas desempregadas à procura de emprego.

Segundo Rui Rodrigues, presidente do Rotary Clube de Penafiel, esta é uma iniciativa que envolve a Fundação Montepio e o Instituto Padre António Vieira no sentido de acolher um GEPE e a coordenadora nacional  do projecto  que vai estar em Penafiel para explicar os seus contornos.

Ao Verdadeiro Olhar, Rui Rodrigues explicou que o objectivo desta acção passa por criar um grupo local à semelhança do que já acontece noutros pontos do país.

“Na Região do Sousa e Tâmega somos os primeiros a associar-nos a este projecto e estou confiante que com os nossos técnicos e o apoio do GEPE possamos dar um contributo positivo para ajudar a minimizar o problema do desemprego”, disse.

O GEPE reúne-se periodicamente com o objectivo da procura activa de emprego, na qual todos os membros do grupo colaboram e se entre-ajudam.

“Pretende-se fazer com que as pessoas desempregadas em vez de ficarem em casa concretizem uma procura activa de emprego, partilhem informação e recebam formação de forma a ingressarem o mais rapidamente possível no mercado de trabalho”, disse, salientando que o projecto integra vários parceiros, nomeadamente a Câmara de Penafiel, o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e o Programa Contrato Local de Desenvolvimento Social 3G (CLDS 3G), entre outros.

“Os GEPE visam assim aumentar as suas redes de contactos e probabilidade de encontrar trabalho”, frisou.

Os GEPE são grupos informais de pessoas desempregadas que se reúnem semanalmente. Com o apoio de um facilitador, o grupo foca-se na procura activa de emprego para os seus membros, tendo cada um deles a função de apoiar os restantes nessa missão.

Segundo Rui Rodrigues, o GEPE tem, também, como objectivos ajudar as pessoas em situação de desemprego a ultrapassar a desmotivação, o isolamento e a tendência depressiva a que o desemprego pode conduzir, aumentar as competências para a empregabilidade e alargar as redes pessoais e profissionais de contactos.

Os GEPE são constituídos por dois animadores voluntários e pressupõe a existência de uma instituição anfitriã disponível para acolher o grupo e ceder o espaço para as reuniões.

As reuniões do GEPE têm a duração aproximada de uma hora e meia e nelas são trabalhadas três componentes: a partilha de actividades desenvolvidas com vista à obtenção de emprego, a entre-ajuda emocional e a auto-formação (desenvolver competências essenciais para o mercado de trabalho).

A participação nos grupos é totalmente voluntária e gratuita.

A inscrição pode ser feita através da internet, por contacto telefónico ou por correio electrónico.