Publicidade

Hélio Rebelo

No momento em completamos 2 anos sobre as últimas eleições autárquicas, e quando muitos já perceberam que o trabalho realizado no final do mandato anterior renderá para o mandato inteiro do PS/Valongo, torna-se imperativo fazer uma avaliação de desempenho ao atual presidente da câmara.

Posto isto, começo pela concessão dos SMAES. Em 2013 o PS prometia rever a concessão e baixar os preços. Em 2015, no âmbito do pedido de reequilíbrio financeiro, o presidente da câmara pretendeu fazer aprovar um aumento extraordinário do tarifário, que lhe conferia uma receita extraordinária de várias centenas de milhares de euros. Naturalmente a proposta teve a oposição do PSD.

Quanto à captação de investimento, nada! Mesmo assim o PS/Valongo embandeira-se com o investimento da plataforma logística da Jerónimo Martins, negociação concretizada no mandato anterior. Convém referir que José Manuel Ribeiro sempre foi contra este investimento e que tudo fez para o bloquear. A sua posição alterou-se em outubro de 2013. O mesmo não se pode dizer de certo deputado municipal, eleito nas listas do PS, que contínua a enterrar, com a ajuda de um vereador do PS, tal investimento! Entretanto, a falta de empenho do atual presidente faz-nos perder empresas para concelhos vizinhos.

A redução das chefias em 50% foi também uma promessa muito falada. Em 2013 o PS/Valongo encontrou na câmara municipal 12 chefias. De imediato reduziu para 8 e prometeu que a poupança seria canalizada para ação social. Só que agora, em 2015, o PS tem 14 chefias – mais 2 do que no mandato anterior. A tal redução de que se falava passou a ser um aumento de despesa superior a 1 milhão de euros. Neste caso concreto “bem prega Frei Tomás, faz o que ele diz, não faças o que ele faz”. A somarmos ao valor anterior temos o tão falado ajuste direto ao gabinete de advocacia do deputado socialista Ricardo Bexiga.

O PS/Valongo também prometeu reabrir 1 piscina (Campo ou Sobrado), prometeu ligar todos os postes de iluminação pública, prometeu uma pista de atletismo em Sobrado, prometeu rever o estacionamento pago em Valongo e Ermesinde, etc, etc e nada!

Em Alfena, temos esta semana a inauguração do Espaço Multiusos, uma obra iniciada no mandato anterior e que agora o PS/Valongo inaugura! Em Ermesinde, rasgou-se o acordo existente com o proprietário do Estádio de Sonhos e 2 anos depois continuamos à espera da municipalização daquele equipamento. No pavilhão de Valongo foram gastos 230 mil euros e mesmo assim nunca, como agora, a sua utilização esteve em causa. Em Sobrado deixou-se cair a anterior candidatura das bugiadas e mouriscadas a património imaterial e resolveu-se avançar com outra!

Esta é eficiência do PS/Valongo. Enquanto isso, os funcionários municipais ocupam o seu tempo a pendurar cartazes e lonas que anunciam os eventos e festas de que o Presidente tanto gosta e investe. Nunca tanto dinheiro foi gasto nesta matéria e aqui sim, o PS/Valongo é bem melhor do que o executivo anterior!